COOLABORA 12 ANOS, 12 PROJECTOS

Eventos
14 February 2020

CooLabora 12 anos, 12 projectos, 12 momentos, 12testemunhos e uma dúzia de parabéns

 

A CooLabora assinala hoje,14 de Fevereiro, 12 anos de atividade. Nesta edição comemorativa vamos ao espaço das memórias mais significativas dos últimos anos pararecordar, em 12 anos, 12 projectos, 12 momentos, 12 testemunhos Cool e 12 testemunhosComunidade Cool.

Obrigada pela vossaconfiança, pela partilha e parceria neste nosso trajecto que já tem tantashistórias vividas e tantas outras para viver e contar.

 

COOLABORA12 ANOS, 12 PROJECTOS

 

2020 – CUIDAdania: Cuidado e Cidadania na construção da Igualdade

É o mais recente desafio que a CooLaboracolocou a si própria e às 3 escolas que nele se envolveram. E o desafio étornarem-se escolas que contribuam para a construção de perspectivas maisigualitárias relativas às opções profissionais e à centralidade do cuidadoenquanto dimensão fundamental para o bem-estar das pessoas e do planeta.

 

2019 – EcoVida: Roteiro doConsumo Sustentável

Promove o consumo sustentável, dando maior visibilidade às iniciativas que jáexistem no concelho da Covilhã e sensibilizando as pessoas para o impacto doscomportamentos de consumo, quer no território local, quer no planeta. Éfinanciado pelo “No Planet B” da AMI, co-financiado pelo programa DEAR -Educação para o Desenvolvimento e Sensibilização, da União Europeia.

 

2019 – Rasgar Silêncios

Teve início em Março de 2019, centra-se no empoderamentode mulheres sobreviventes de crimes de violência doméstica e de género, atravésda realização de oficinas de escrita autobiográfica. Estas oficinas dão o mote aoutras actividades, onde se inclui a realização de um espectáculo deteatro-multimédia, a formação de profissionais de primeira linha de intervençãojunto das sobreviventes e um recurso de ferramentas para facilitar a aplicaçãoda metodologia de escrita autobiográfica. Tem como parceiros o Município daCovilhã, a Quarta Parede e a UBI – FCSH. É financiado pelo Programa Cidadãos Ativ@s, gerido pela FundaçãoCalouste Gulbenkian em parceria com a Fundação Bissaya Barreto.

 

2016 – Fronteiras e Reflexo  

Dois projectos que marcaram a intervenção da CooLabora ea comunidade cigana do Tortosendo, que participou activamente na suaimplementação. Em ambos, quisemos mostrar que a dificuldade de integração daspessoas ciganas na sociedade maioritária também advém desta última,contrariando a tendência de responsabilizar unicamente as pessoas ciganas. Umaexposição de fotografia – Revelação–, em que os sonhos das crianças ciganas nos são revelados pelas próprias e orecurso pedagógico – Reflexo –para ser usado nas diversasdisciplinas do segundo ciclo de escolaridade, uma ferramenta inovadora para aabordagem da cultura e da história das comunidades ciganas. Ambos foram financiados pelo AltoComissariado para as Migrações. 

 

2016 – Alternativas: Experiênciaslocais para uma Transformação Global 

Veio contribuir para a reflexão e a aprendizagem sobre osvalores, as atitudes e os comportamentos que favorecem uma transformação socialpromotora de sociedades mais justas, inclusivas e sustentáveis, focando-se nasiniciativas locais de mudança que dão corpo a propostas experimentais.

​Foi promovido pela Fundação Gonçalo daSilveira e contou com a parceria da CooLabora, Fundação Fé e Cooperação, RedeInducar, e Instituto Politécnico de Leiria. Foi financiado pelo InstitutoCamões. 

 

2014 – Idearia

A Idearia foiuma alegria! Esta iniciativa criada a pensar no público mais jovem em situaçãode desemprego ou de precariedade criou um espaço de aprendizagem e deexperimentação único, com um laboratório criativo, um laboratório empreendedor,espaços de experimentação e de testagem de ideias e redes de suporte.

O itinerário Idearia procurou desenvolver competências transversais e apostou em actividades queconjugaram arte, inovação e empreendedorismo social. Resultou de uma parceriaentre a CooLabora, o Teatro das Beiras, a UBI e a Câmara Municipal da Covilhã.Foi financiado pelo programa Cidadania Activa gerido pela Fundação CalousteGulbenkian.

 

2014 – Género CooLetivo

A promoção da igualdade de género enquanto dimensãopresente em todos os domínios societais foi o ponto focal do Género Coolectivo.

Da sua intervenção destacaram-se os Círculos de Mulheres, comdebates e oficinas criativas que deram voz e vez a mulheres habituadas apermanecerem na sombra; a formação em Mulheres,Liderança e Acção Política, que esteve na base de várias iniciativaspúblicas; as oficinas de teatro comunitário sobre as discriminações de género;e a exposição Metade do Mundo, quecontinua a ser uma ferramenta de promoção da participação das mulheres na vidapública. Foi financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian.

 

2013 – Troca a Tod@s

O Troca a Tod@s, que já recebeu o prémio nacional inovação esustentabilidade da CASES é uma iniciativa que aposta em promover a economia,valorizar a diversidade de saberes e aprofundar a reflexão sobre os hábitos deconsumo. Organiza feiras periódicas onde, além do espaço de venda de produtos eserviços, há sempre oficinas experimentais de troca de saberes e um programa deanimação construído colectivamente, onde não faltam a música e a dança. Animaainda um grupo nas redes sociais com cerca de 450 membros. Um dos seus aspectosmais originais reside no facto de ter uma moeda própria, o Tear, que é uminstrumento de reflexão sobre o papel do dinheiro.

 

2011 – UBICOOL: VoluntariadoUniversitário

É uma iniciativa que envolve estudantes da UBI em acçõesde voluntariado nas escolas, promovendo a igualdade de género e a educação paraa não-violência. Nestes 10 anos, as sessões envolveram já mais de 12 milcrianças e jovens e cerca de 200 voluntárias e voluntários.

Os dois manuais com dinâmicas de grupo (Coolkit e Coolbox) que a CooLabora publicou têm sido usados pelo UBICOOL mas também por outras ONGs eescolas.

 

2011 – Muda-te

O Muda-te veioassinalar a responsabilidade que cada um e cada uma tem na sua mudançaindividual face aos estereótipos de género que criam desigualdades. Organizoucentenas de acções de prevenção da violência em contexto escolar, apostou naformação parental para uma educação igualitária e deixou murais para aigualdade e não-violência em várias escolas de toda a região. Foi financiado pela Comissão para a Cidadania e aIgualdade, através do Fundo Social Europeu.

 

2010 – Violência Zero

Lançámos esta iniciativa para dar umaresposta à necessidade de uma estrutura de apoio a vítimas de violênciadoméstica e de género. O Violência Zeroestá cada vez mais forte, já com dois gabinetes de apoio, que respondemanualmente a cerca de 120 novos casos, dinamiza uma rede de trabalho emparceria que se alargou a toda a Cova da Beira e trabalha em permanência naprevenção da violência através de acções de sensibilização para a comunidade.Inicialmente, foi financiado pela Comissão para a Cidadania e a Igualdade,através do Fundo Social Europeu, e, posteriormente, pelo Gabinete da Secretáriade Estado para a Cidadania e a Igualdade.

 

2010 – Quero Saber/Programa Escolhas

O projecto tem vindo a mudar de nome ao longo do tempopois já está a intervir no Tortosendo desde 2010, mas não mudou o seu objectivoglobal. Desde a sua primeira edição que tem procurado contribuir para ainclusão escolar e social das crianças e jovens que vivem em contextos particularmentevulneráveis, como são os bairros sociais do Tortosendo. Com uma fortecomponente de terreno, tem conseguido mobilizar as pessoas que são suasdestinatárias num processo de empoderamento com resultados visíveis, quer aonível das suas vidas pessoais e familiares, quer ao nível dos seus territóriosde vivência. É financiado pelo programa Escolhas.

 

2008 – Laboratório de Género

Foi o primeiro projecto da CooLabora e veiocolocar o tema da igualdade de género na agenda da região. As acções desensibilização junto dos conselhos locais de acção social, o Centro de Recursospara a Igualdade online e em CD, asinúmeras oficinas de formação para docentes e formadores/as lançaram raízes naspráticas educativas que continuamos a alimentar. O Laboratório de Género constituiu uma extraordinária inovação nummomento em que a discussão sobre esta temática dava os primeiros passos. Foifinanciado pela Comissão para a Cidadania e a Igualdade, através do FundoSocial Europeu.

 

Dimensãotransnacional da CooLabora

A CooLabora tem vindo a promover e a integrar parceriastransnacionais que já levaram a sua equipa técnica, as suas voluntárias ealguns/mas destinatárias/as a conhecerem outras realidades. Ora como entidade acolhedora,ora como entidade que visita, têm sido muitos os momentos marcantes pelasaprendizagens que se fazem através do trabalho colaborativo. Destacam-se osprojectos Writing Beyond the Silence, que usou a metodologia daautobiografia e o Chance to Change, sobre a violência infantil e juvenil nasescolas do qual resultou uma página de internet (http://c2ctoolbox.eu/).

Não podemos deixar de referir as partilhas feitas tambémpelos/as jovens que se têm cruzado com a CooLabora e que aceitaram o desafio deconhecer jovens de outros países através dos Intercâmbios Erasmus+ ou as jovensque arriscaram deixar os seus países e virem trabalhar para a Covilhã atravésdo Serviço de Voluntariado Europeu.