O Gabinete de Apoio a Vítimas de Violência Doméstica em números – 2023

Eventos
26 January 2024

Em 2023 o Gabinete de Apoio a Vítimas da CooLabora apoiou 116 novas situações com apoio psicológico/emocional, informação jurídica e encaminhamento social. Foram ainda apoiadas 162 vítimas de anos anteriores, o que perfaz 278 vítimas. No total realizaram-se durante o ano 655 atendimentos presenciais e 891 atendimentos não presenciais.

Das vítimas mulheres, 45,2% tinham entre os 36 e os 55 anos e 15,7% eram idosas; em 31,5% das situações, estavam numa relação de intimidade com a pessoa agressora e em 46,4% as pessoas agressoras eram ex-companheiros/cônjuges/namorados. Em 72,2% das situações, sofreram violência física agregada a outras formas de violência e em 19% existiu violência sexual, o que representa um aumento de 5,7% relativamente a 2022.

As vítimas homens eram sobretudo idosas (40%) ou crianças e jovens até 18 anos (26,7%). Em 30% das situações, sofreram violência por parte do/a progenitor/a; em 26,7% as pessoas agressoras eram os/as filhos/as e em 16,7% as pessoas agressoras eram ex-companheiros/cônjuges/namorados/as. Em 63,3% existiu violência física associada à psicológica.

Do total de vítimas atendidas, 35,3% tinham filhos/as menores a cargo e 31,3% mantinham co-habitação com a pessoa agressora.

As vítimas foram encaminhadas para o nosso Gabinete, em 70,5% das situações, pelas entidades que constituem a Rede Violência Zero.

Estes números são um indicador da gravidade das situações de violência doméstica e da necessidade de continuar a aprofundar diariamente a intervenção articulada e uniformizada na prevenção e combate a este flagelo social.